caldeirao-industrial-para-vapor

Caldeirão industrial de vapor e boas práticas

O caldeirão industrial é uma espécie de panela de grande porte com uma camisa externa por onde um fluido quente, vapor neste caso, transfere o seu calor para o alimento que está na parte interna desta panela. Assim, com a transferência térmica, ocorre o cozimento do alimento. Por isso, esse equipamento pode ser utilizado tanto na fabricação de doces e geleias quanto no cozimento de alimentos em refeitórios e cozinhas industriais.

Por que é melhor utilizar um caldeirão industrial?

O caldeirão tem uma grande capacidade de produção quando relacionado ao sistema comum de cozimento com panelas, além, é claro, de toda automação que pode ser feita em caldeirões de cozimento a vapor. Tanto os processos de carregamento, cozimento e também de descarregamento podem ser completamente automatizados, de forma a ter um produto de alta qualidade e uma produção de alta capacidade.

Alimentação de vapor em caldeirão industrial

A alimentação de vapor em caldeirão industrial pode ser feita tanto de forma manual quanto de forma automatizada.

A alimentação de vapor feita de forma manual é feita com o uso de equipamentos como:

  • – válvula esfera para caldeirão industrial;
  • – válvula globo para caldeirão industrial.

A alimentação de vapor em caldeirão industrial feita de forma automatizada, normalmente, é feita com:

  • sensor: tipo PT-100 (ou outro) para leitura da temperatura do alimento;
  • controlador: controla a temperatura (encontrado com facilidade em qualquer loja de automação com baixo custo);
  • válvula solenoide para vapor: sua ação elétrica comanda a entrada de vapor no caldeirão industrial;
  • válvula angular pneumática para vapor: desempenha a mesma função do que a válvula solenoide, entretanto, tem maior resistência mecânica e também maior coeficiente de vazão para grandes caldeirões industriais.

Como funciona a automação?

1 – Primeiramente, o sensor faz a leitura constante da temperatura do produto (doce de leite, geleia, arroz…).

2 – Em seguida, ele comunica a temperatura constantemente para o controlador de temperatura.

3 – O controlador de temperatura envia um sinal elétrico para a válvula abrir ou fechar de acordo com a temperatura desejada e ajustada no próprio controlador.

4 – A válvula solenoide ou a válvula pneumática abrem e fecham, liberando ou trancando a passagem do vapor que irá aquecer o produto, cedendo a sua caloria para o mesmo.

Segurança em caldeirão industrial

A válvula de segurança para caldeirão industrial a vapor é uma válvula pequena, normalmente de ¼” ou de ½” com vedação em PTFE (teflon) específica para vapor e com construção em aço inoxidável. A sua pressão de calibração é baixa, girando em torno de 0,5 bar, tal como a pressão de trabalho dos caldeirões, isso porque a temperatura não pode exceder um certo limite pois queimaria os alimentos cozidos no caldeirão industrial.

O vapor é um gás com variáveis constantes, ou seja, quanto maior a pressão maior a temperatura e quanto menor a pressão menor também é a temperatura.

Válvula redutora de pressão de vapor

Válvula redutora de pressão de vapor para caldeirão industrial pode ser de dois modelos. Assim, se a instalação for diretamente no caldeirão (ponto de consumo) o melhor custo benefício está na válvula redutora de pressão de ação direta. Entretanto, se a instalação da válvula redutora de pressão de vapor for para atender diversos equipamentos (alta vazão) que trabalham com a mesma pressão, o ideal é fazer uma estação redutora de pressão com uma válvula redutora de pressão auto operada.

Você sabe a diferença entre a válvula redutora de pressão de ação direta e auto operada? Então, acesse nosso artigo e confira as diferenças, vantagens e desvantagens de cada modelo.

Purgador para caldeirão industrial

O purgador correto para caldeirão industrial é o purgador mecânico de boia. Muitas vezes, devido à “economia”, os fabricantes de equipamento acabam utilizando purgadores termodinâmicos para economizar na construção e projeto do caldeirão, contudo, quem pagará a conta durante o uso é o cliente. Mas sabe por quê?

O purgador termodinâmico tem drenagem intermitente, ou seja, ele precisa “esfriar” para abrir e liberar o condensado. Desta forma, é formada uma coluna de água dentro do caldeirão, aumentando a pressão interna do equipamento e impedindo a transferência térmica do vapor para o alimento. Dentre os principais prejuízos destacamos:

  • – Piora na qualidade do produto final devido a variação constante de temperatura.
  • – Maior consumo de vapor.
  • – Maior tempo de processo.
  • – Piora na segurança do equipamento.
  • – Aumento de golpes de aríete e problemas de choque térmico e mecânico.

O purgador de boia para caldeirão industrial funciona de forma perfeita, pois a sua operação ocorre de maneira contínua. Assim, o condensado é liberado sem intermitências. O purgador de boia para caldeirão industrial ainda faz a função de retenção de calor dentro do caldeirão, tendo um cozimento mais rápido e uniforme do alimento. Dentre as vantagens do purgador de boia, destacamos:

  • – Menor tempo de processo.
  • – Maior qualidade do alimento pelo cozimento constante.
  • – Menor consumo de vapor.
  • – Maior segurança operacional e menor incidência de golpes de aríete, choques térmicos e mecânicos.

Ficou interessado e quer saber mais sobre boas práticas em sistemas de vapor? Baixe o nosso e-book grátis e exclusivo para saber tudo sobre. Além disso, se tiver qualquer dúvida não deixe de entrar em contato conosco, teremos o maior prazer em entender a sua necessidade e ajudá-lo.