automacao-industrial-e-nr-12

Automação industrial: conheça os impactos da NR-12

Sem dúvida a automação industrial revolucionou a indústria, trazendo muitas inovações que permitiram mais eficiência na produção com redução de custos em mão de obra e insumos.

Mas não é só isso! A automação voltada para a indústria trouxe também mais segurança para os trabalhadores que operam com máquinas. Contudo, é importante salientar que a automação sofre impactos da NR-12, já que também conta com maquinários.

Com o intuito de falar mais sobre esse assunto, explicamos como essa NR impacta na implementação de sistemas de automação na indústria. Se você deseja ter mais produtividade e qualidade sem abrir mão da segurança, então confira esse artigo!

O impacto da NR-12 sobre a automação industrial

Assim como a adoção de máquinas e equipamentos na indústria exige a obediência às medidas previstas pela NR-12, a implementação de sistemas de autômatos na indústria também deve observar esses itens.

Geralmente, a automação industrial sofre impactos da NR-12 quando se dá a instalação de sistemas de segurança.

Estes devem seguir uma série de exigências previstas naquela norma, tais como o foco na segurança, a análise do risco envolvido, a definição do nível de segurança adequado, a escolha dos equipamentos que devem compor o sistema, etc.

É necessário também instalar os sistemas com qualidade observando as orientações do manual e a legislação vigente e monitorar seu funcionamento para que possíveis falhas sejam corrigidas.

Entre todos os pontos a que nos referimos, talvez o mais importante seja a análise do risco envolvido na utilização de cada máquina ou equipamento.

Isso porque é a partir dessa análise que poderão ser estabelecidas as categorias de risco. E estas, por sua vez, são determinantes para que se possa definir quais sistemas de segurança automatizados devem ser utilizados.

Se você quer saber mais sobre cada uma dessas categorias e como eles impactam na implementação da automação industrial, então não perca o próximo tópico!

Implementando a automação industrial de acordo com as categorias de risco

Conforme já mencionamos, a implementação da automação industrial deve seguir os parâmetros estabelecidos pela NR-12.

Entre esses parâmetros diz respeito à conformação da solução utilizada à categoria do risco.

Mas qual seria a importância disso? Imagine a seguinte situação: você tem um contexto em que operários são expostos durante muito tempo e com frequência a situações que envolvem riscos de acidentes consideráveis.

No entanto, adota soluções e sistemas de segurança adequados para circunstâncias nas quais há um baixo risco de acidente. Nesse exemplo, fica claro que seu investimento não terá retorno nenhum.

Ao contrário, ao adotar sistemas e dispositivos de segurança adequados a cada uma das categorias de risco especificadas na nr-12, você reduz de maneira significativa os fatores que podem causar acidentes.

Mas, afinal, quais são essas categorias? Elas são classificadas de acordo com os termos que listamos a seguir:

  1. Categoria B;
  2. Categoria 1;
  3. Categoria 2;
  4. Categoria 3;
  5. Categoria 4.

A categoria B representa os contextos em que há menor risco de acidentes, enquanto que a categoria 4 concerne às circunstâncias que evolvem maiores riscos.

Já as soluções de automação adequadas a cada um desses riscos podem ser várias, tais como as chaves de emergência, os comandos bimanuais, os relés de segurança e as cortinas de luz.

Automação e NR-12: implementando soluções de segurança seguindo as normas

Assim, podemos concluir que de nada adianta adotar sistemas e dispositivos de segurança automatizados sem seguir as instruções e medidas estabelecidas para o uso e instalação correto desses equipamentos.

De fato, a automação industrial somente terá efeito caso sua implementação siga à risca o que foi estabelecido pela NR-12.